Triste República: A Primeira República comentada por Lima Barreto

O selo Quadrinhos na Cia. da Companhia das Letras programa para novembro Triste República, obra escrita pela historiadora e antropóloga Lilia Moritz Schwarcz e ilustrada pelo cartunista paulista Spacca.

No trabalho, os autores narram o nascimento e as contradições da Primeira República através do olhar de um dos principais escritores brasileiros de todos os tempos: Lima Barreto.

Guiados pela narrativa da vida desse personagem fundamental que é Lima Barreto (1881-1922), vemos nascer a República brasileira, carregada de marcas autoritárias, num “mundo em que a cor atua como marcador e discriminador social”.

Escritor militante, como ele mesmo se definia, Lima professou ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo (que sentiu na própria pele), aos estrangeirismos e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira.

Em Triste República, Spacca e Lilia Moritz Schwarcz – autores de As Barbas do Imperador e D. João Carioca – voltam a contar a história do Brasil em quadrinhos, desta vez investigando a Primeira República e prestando um tributo essencial a um dos maiores prosadores da língua portuguesa de todos os tempos. Capa cartonada com 196 páginas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: