Hitman em edição de luxo

A Panini Comics lança este mês o primeiro volume de Hitman – Edição de Luxo, coleção que reunirá todas as histórias do personagem criado por Garth Ennis e John McCrea para a DC Comics. Auxiliam os autores nesta edição Carlos Ezquerra (1947-2018) e Steve Pugh na arte, acompanhados pelas cores de Carla Feeny, Gene D’Angelo e Glen Murakami.

Depois de sua estreia em 1993 em uma edição anual de Etrigan, o Demônio, Hitman ganhou título próprio entre 1996 e 2001, durando 61 edições (60 + 1, contando o especial da saga DC Um Milhão), uma edição anual, uma história com Batman durante a saga Contágio, além de dois crossovers: um com o Lobo e outro com a Liga da Justiça, este último, ainda inédito por aqui.

Tommy Monaghan é um assassino de aluguel e um lugar como Gotham City oferece a ele inúmeras oportunidades de emprego! Mas mesmo que aceite apenas contratos de criminosos, ele inevitavelmente terá que chegar a um acordo com um certo Cavaleiro das Trevas… e será apenas o início de sua desventuras!

Reúne The Demon Annual (1992) #2, The Batman Chronicles (1995) 4 (I), Hitman (1996) #1 a 14 e Hitman Annual (1997) #1. Capa dura com 464 páginas.

Algumas informações:

JLA/Hitman: inédito no Brasil

No Brasil, Hitman estreou pela editora Magnum (que lançou simultaneamente o título Starman e que, coincidência ou não, também ganha edição de luxo este mês pela Panini), que lançou somente as cinco primeiras edições entre 1997 e 1998. Na sequência, ainda em 1998, ganhou um encadernado de encalhe reunindo essas histórias.

Em 1999, a Tudo em Quadrinhos publicou o especial 10.000 Balas: A Conclusão, com as edições #6 e 7 do título original. Em 2002, a Brainstore lançou um novo título de Hitman, dando sequência ao material das editoras anteriores, publicando as histórias originais #8 a 21 e #23 a 34 (sim, pulou a #22) em 13 edições.

Paralelamente, a Brainstore publicou três edições com Hitman no título Anti-Heróis do Universo DC: o crossover Hitman/Lobo (edição #1, em 2001), A Origem de Hitman (edição #3, em 2002, publicando a história de Demon Annual #2) e Hitman – Um Caixão Cheio de Dólares (edição #4, em 2002, publicando Hitman Annual).

Se a editora brasileira fizer o que foi feito pela Panini na Itália, a coleção completa deverá ser finalizada com quatro volumes: o primeiro trará as edições #1 a 14 (além do que foi divulgado na sinopse oficial); o segundo, as edições #15 a 33; o terceiro, as edições #34 a 50 (e #1000000); e o último, as edições #51 a 60, mais Hitman/Lobo e JLA/Hitman.

Portanto, neste primeiro momento, nada de material inédito. No segundo volume da Panini, previsto para julho, somente a edição #22 inédita. O terceiro, 99% inédito (94,44%, na verdade), com exceção somente da edição #34. E no último, salvo o crossover com Lobo, o material nunca foi publicado no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: