Fugitivos – A Coleção

A Panini Comics lança em março Fugitivos – A Coleção – Orgulho e Felicidade, primeiro volume da série de encadernados que compila as aventuras dos jovens heróis da Marvel Comics.

Publicado originalmente nos EUA entre 2003 e 2008, o primeiro título durou 18 números, seguido por outro que durou mais 30 números. Com roteiros de Brian K. Vaughan, a arte desta edição fica por conta de Adrian Alphona, David Newbold, Craig Yeung e Brian Reber. A capa é de Alphona e Newbold (Runaways Vol.1 HC).

No Brasil, a primeira série foi publicada uma única vez pela Panini em 2006, em formatinho, em dois volumes da Coleção Pocket Panini. Já o primeiro arco, com as seis histórias iniciais, foi republicado em 2017 no volume 70 da coleção Os Heróis Mais Poderosos da Marvel, pela Salvat. A segunda série iniciou por aqui ainda em 2006, desta vez em formato americano, nos dois números da minissérie Fugitivos. Seguiu depois para a revista Avante, Vingadores!, em 2007/2008, tendo seu final publicado no décimo volume do título Marvel Especial, em 2008.

E se um dia você e seus amigos descobrissem que seus pais são alguns dos piores supervilões do planeta? O que vocês fariam? É essa pergunta que os autores respondem nessa aclamada série, agora de volta ao Brasil em uma coleção de encadernados capa cartão! Conheça (ou reencontre) Nico, Gert, Chase, Karolina e Alex, e viva com eles suas aventuras espetaculares.

Reúne Runaways (2003) #1 a 6. Capa cartonada com 144 páginas.

Runaways, de Rainbow Rowell

Algumas observações:

Sob o comando do premiado Brian K. Vaughan, os personagens tiveram dois títulos lá fora: o primeiro, de 2005 a 2006, que durou 18 números; e o segundo, de 2006 a 2008, que durou 30 números – neste último, Vaughan fica até a edição 24, passando o bastão para Joss Whedon, que ficou das edições #25 a 30.

Depois disso, Os Fugitivos ganharam um terceiro título (2008 a 2009) que durou 14 números, com roteiros de Terry Moore (Estranhos no Paraíso) nas nove edições iniciais, passando depois para as mãos de Christopher Yost (edição #10) e Kathryn Immonen (#11 a 14), com arte de Humberto Ramos, Takeshi Miyazawa e Sara Pichelli.

Em 2015, ganharam minissérie em quatro edições interligada ao evento Guerras Secretas (não confundir com a saga de mesmo nome dos anos 1980), com roteiros de Noelle Stevenson e arte de Sanford Greene.

Runaways, a série

Em 2017, ganharam novo título, com 38 edições lançadas até outubro de 2021. Os roteiros são de Rainbow Rowell (a escritora do novo título da Mulher-Hulk que está saindo agora nos EUA), com arte de Kris Anka, David Lafuente, Andrés Genolet, Niko Henrichon, Natacha Bustos e Adrian Alphona (que retorna no número final). A última edição dessa série trouxe na capa o número 38 e também o #100, totalizando, portanto, 100 edições de Runaways, ignorando os quatro números da minissérie de 2015. Esse material é inédito no Brasil.

Os personagens chegaram a ganhar um seriado, criado por Josh Schwartz e Stephanie Savage, exibido entre 2017 e 2019 na plataforma Hulu, que durou três temporadas com 33 episódios no total.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: