Terceiro volume de Hip Hop Genealogia

A Veneta programa para o fim de maio o terceiro volume de Hip Hop Genealogia (Hip Hop Family Tree), de Ed Piskor, obra aclamada pela crítica, vencedora do prêmio Eisner e frequentemente na lista de best sellers do The New York Times. Nos EUA a série teve quatro volumes publicados pela Fantagraphics, entre 2013 e 2016, que compilaram as HQs serializadas no popular site Boing Boing.

Esta edição talvez seja a melhor introdução à série para boa parte do público brasileiro. Porque se os dois primeiros volumes contam a história dos primórdios do hip hop até 1983, este terceiro volume foca em dois anos muito especiais: 1983 e 1984, o momento em que o rap invade o mainstream, o Run-DMC avança para o sucesso, os Beastie Boys se transformam em grupo de rap, Rick Rubin se junta a Russell Simmons para criar a Def Jam e surgem grupos lendários como The Fat Boys e Whodini.

Mas 1983-84 é também o momento em que jovens brasileiros como Thaíde, DJ Hum e Nelson Triunfo começam a se encontrar no centro de São Paulo, na estação São Bento do metrô, para dançar break. Enfim, Hip Hop Genealogia – Volume 3 não fala do Brasil, mas fala muito daquilo que aqueles jovens da São Bento estavam vendo e ouvindo no momento em que inventavam o hip hop brasileiro. Capa dura com 120 páginas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: