De John Byrne: A Sensacional Mulher-Hulk

A Panini Comics lança em fevereiro A Sensacional Mulher-Hulk, edição da linha Marvel Omnibus que reúne a aclamada fase da Mulher-Hulk com roteiro e arte de John Byrne produzida entre o final dos anos 1980 e início dos anos 90 pela Marvel Comics. Acompanham o artista Kim DeMulder, Bob Wiacek, Al Gordon, Keith Williams, Petra Scotese, Glynis Oliver e Marie Javins, com participações especiais de Dave Gibbons, Frank Miller, Wendy Pini, Walt Simonson, Howard Chaykin, Terry Austin, Adam Hughes, Howard Mackie, Michael Eury, Todd Britton e Mike DeCarlo.

Depois de fazer dela a estrela em sua lendária passagem pelo Quarteto Fantástico, John Byrne levou a Mulher-Hulk para uma clássica graphic novel e uma nova série mensal surpreendente. Agora, as aventuras da personagem pelas mãos de Byrne são compiladas em um único volume, onde Jennifer Walters detona todas as expectativas e esmaga até a quarta parede! Homem-Aranha, SHIELD, Toupeira, Dr. Bong (!), Papai Noel (!!), Navalha (!!!)… ninguém escapa ao toque absurdo da Mulher-Hulk de John Byrne.

Reúne Marvel Graphic Novel (1982) #18, Sensational She-Hulk (1989) #1 a 8, #31 a 46, #48 a 50 e Marvel Comics Presents (1988) #18 III. Capa dura com 752 páginas.

Algumas observações:

Mulher-Hulk no Brasil

Boa parte dessas histórias são inéditas no Brasil. Sua graphic novel foi publicada pela Editora Abril em 1990, no quarto número da coleção Graphic Marvel. Já as aventuras da revista mensal estrearam em 1992, na edição #36 da publicação trimestral Grandes Heróis Marvel, em formatinho, que trouxe os quatro primeiros números do título original. Seguiu depois para a revista do Incrível Hulk (e em uma edição de Superaventuras Marvel), no mesmo ano, que publicou as aventuras das edições #5 a 11, depois as edições #31 a 37 e pulando direto para a #50, a última de Byrne. Portanto, até o momento, as edições #38 a 49 nunca haviam sido publicadas por aqui. Já as edições #9 a 30, #47 e #51 a 60, produzidas por outros artistas, com exceção das edições #10 e 11, permanecem (e talvez permaneçam, por não fazerem a menor diferença) inéditas no país. Mais recentemente, as oito primeiras edições foram compiladas pela primeira vez no Brasil em formato americano no volume 80 da coleção Os Heróis Mais Poderosos da Marvel, em 2018, pela Salvat.

as 25 edições do material clássico dos anos 1980, foram publicadas parcialmente no Brasil, grande parte pela Rio Gráfica/Editora Globo e uma história pela Editora Abril no primeiro número da revista do Hulk. As edições #11 e #13 a 25 são inéditas no Brasil. A aventura de estreia (o material clássico) foi publicada pelo menos quatro vezes: em 1982 pela RGE, em 1994 pela Abril, em 2016 pela Salvat e em 2018 de novo pela Salvat, abrindo o volume com a fase inicial de John Byrne.

Mulher-Hulk na Marvel

A Mulher-Hulk estreou em 1980, em título próprio, pelas mãos de Stan Lee e John Buscema. A Marvel Comics decidiu conceber uma versão feminina do Hulk por temer que a personagem fosse criada no seriado The Incredible Hulk, exibido entre 1977 e 1982, estrelado por Bill Bixby e Lou Ferrigno. A publicação foi até 1982 durando 25 edições. Depois disso, a personagem apareceu em sagas e publicações de outros personagens Marvel, até cair nas graças de John Byrne em uma edição de Vingadores. Após a conclusão da saga Guerras Secretas, a Mulher-Hulk se junta ao Quarteto Fantástico, título capitaneado por Byrne. Foi nesse período que ela estrelou sua própria graphic novel em 1985 (publicada uma única vez no Brasil pela Editora Abril) e que abre essa edição Omnibus da Panini Comics.

Em maio de 1989, já muito habituado à personagem, John Byrne comanda o novo título mensal da Mulher-Hulk, ficando em um primeiro momento somente nas primeiras oito edições, voltando somente na edição #31 (em 1991), inclusive com uma capa onde o próprio artista tenta trocar o número da edição (de #31 para #9). Entre as edições #8 e 30, outros artistas assumiram o título, como Steve Gerber (que aproveitou para usar seu personagem, Howard, o Pato), Richard Starkings, Gregory Wright, Peter David, Buzz Dixon, Simon Furman, Dwight Zimmerman, Louise Simonson, Bryan Hitch, Steve Leialoha, Tom Artis, Richard Levins, Aaron Lopresti, Tom Morgan e outros. Após seu retorno, Byrne ficou até a edição #50 (abril de 1993) e, dez edições depois, na edição #60 (fevereiro de 1994), o título foi interrompido, tornando-se a publicação solo mais longeva de qualquer super-heroína da Marvel até aquele momento.

A personagem continuou transitando pelo Universo Marvel, ganhou uma minissérie (She-Hulk: Cerimony – inédita no Brasil) e teve novo título somente em 2004, comandado por Dan Slott. A primeira temporada durou 12 edições e a segunda durou 38 edições, finalizando em 2009. Ainda em 2009, Lyra, uma Mulher-Hulk de um futuro alternativo, ganhou minissérie escrita por Fred Van Lente. Em 2014, novo título, desta vez sob comando de Charles Soule, durando 12 números. Em 2016, a Mulher-Hulk assumiu o título de seu primo, com roteiros de Mariko Tamaki, durando 11 edições. Em 2018, na iniciativa Marvel Legado, ganhou um arco em cinco partes – neste momento, assim como em outros títulos da Marvel, a numeração da publicação foi contada desde sua estreia, iniciando, portanto, na edição #159 e indo até a edição #163. Nesta fase a personagem aparece cinza, remetendo à fase do Sr. Tira-Teima vivida no passado pelo Incrível Hulk. Em 2020, ganhou um especial escrito por Al Ewing. Depois de ser personagem regular nos Vingadores de Jason Aaron, a personagem ganha agora (2022), lá fora, novo título, desta vez sob o comando da escritora Rainbow Rowell, com arte do brasileiro Rogê Antonio. Vale lembrar que uma série da personagem, interpretada pela atriz canadense Tatiana Maslany, estreia este ano via Disney+.

Um comentário em “De John Byrne: A Sensacional Mulher-Hulk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: