Robert Johnson: Pacto de Amor à Música

A Darkside Books lança em julho Robert Johnson – Pacto de Amor à Música (Love in Vain: Robert Johnson 1911-1938), graphic novel escrita por J. M. Dupont (Jean-Michel Dupont) e ilustrada por Mezzo (pseudônimo de Pascal Mesenburg). A obra foi publicada originalmente na França em 2014 pela Glénat.

Sem ele, não teríamos o rock’n’roll que conhecemos. Sem ele, não acessaríamos aquele lugar especial para o qual a música leva nossos espíritos quando ouvimos as notas vigorosas de uma grande canção. Chegou a hora de conhecer as encruzilhadas na trajetória de vida do lendário Robert Johnson (1911-1938), compositor, cantor e violonista que se tornou um dos maiores músicos de blues da história e uma influência notória em gerações de artistas.

Uma vida cercada de mistérios desde seu incerto nascimento, entre 1909 e 1911, na pacata cidade de Hazlehurst, no Mississippi. O jovem Johnson sempre foi considerado por todos como um músico mediano até seu estranho desaparecimento da cena artística, e um retorno ainda mais controverso após um ano e meio com habilidades incríveis no violão, deixando seus mentores de queixo caído e atingindo a grandeza com músicas que se tornaram hinos do blues.

A lenda diz que seu talento repentino foi conquistado em um pacto com o Diabo, selado em uma noite de lua nova em um cruzamento ermo na cidade de Clarksdale, e que, com o tempo, se tornou patrimônio histórico americano. Foi nesse cenário repleto de poeira e sem testemunhas que ele teria oferecido seu violão ao Tinhoso, que o afinou e devolveu ao músico, agora em posse de um instrumento que o faria alcançar a grandeza que sempre sonhou.

De “Crossroads Blues” a “Love in Vain”, de “Hellhound on My Trail” a “Come On In My Kitchen”, Robert Johnson escreveu algumas das canções mais duradouras e formativas da era original do blues, canções que ajudaram a moldar o nascimento do rock’n’roll na década de 1960. Amado por Clapton, Dylan e os Stones, Robert Johnson continua sendo uma das figuras mais icônicas e mitificadas da música popular – e a primeira de muitas a morrer aos 27 anos.

Explorando as histórias e lendas que cercam sua vida e morte – sua infância, seu perfil mulherengo, o pacto com o diabo na encruzilhada – Robert Johnson – Pacto de Amor à Música investiga sua alma atormentada e existência sulfurosa. Nas entrelinhas deste retrato de Robert Johnson, a obra é também uma crônica comovente do cotidiano dos negros no Mississippi segregacionista na década de 1930 e os contornos preconceituosos que assombraram o sucesso do músico. Capa dura com 80 páginas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: